terça-feira, 11 de dezembro de 2012

LIBRAS pra que te quero?

Olá!
Você lembra quando na minha mensagem inaugural ressaltei a importância da aprendizagem em nossas vidas?
Pois é exatamente sobre isso que gostaria de conversar hoje ...Que tal aprender um pouco sobre LIBRAS  (Língua Brasileira de Sinais)?
Você já deve ter visto o alfabeto dos surdos ... é comum a gente encontrar pessoas  ...





distribuindo pequenos  encartes  contendo esse alfabeto nos semáforos, pontos de ônibus, rodoviárias, aeroportos em troca de algum dinheiro...
Pois bem,  você já tentou reproduzir algumas daquelas letrinhas em gestos, quer dizer,  em LIBRAS? 
É bem provável  que sim, mas acredite, você pode fazer muito mais!


Aprender LIBRAS é muito legal e nos permite adentrar num rico universo de linguagem, um universo, no mínimo, diferente, onde pequenos gestos e expressões têm longo alcance e carregam muitos significados, expressam sentimentos.
Sendo bastante sincera com você, a princípio pode parecer fácil, mas às vezes os dedinhos “dão nó”!   Todos querem “conversar” de uma só vez e ... pense numa confusão! hahahaha


Brincadeiras à parte,  quero  dividir com você algumas experiências e um pouco do que aprendi ao fazer o curso básico de LIBRAS.  Foi uma experiência incrível! Tive o prazer de conhecer professores maravilhosos, Bernardo e Kilma, que são surdos e transbordam alegria por todos os lados, além de terem uma capacidade extraordinária  para ensinar. Foi muito prazeroso!


Pra início de conversa, segue um lista de coisas que aprendi e que talvez você ainda não saiba ...


·       As pessoas surdas não são mudas. Algumas não conseguem falar, porque não ouvem.  Existem vários graus de surdez, variando desde o nível mais brando, passando pelo moderado, severo até chegar ao profundo. Para alguns casos de surdez, é possível utilizar aparelhos auditivos, que ampliam a audição e facilitam a aquisição da linguagem oral; para os casos mais severos e profundos, utiliza-se a linguagem gestual.


·     Alguns surdos aprendem a falar, utilizando técnicas de leitura labial e também vibrações vocais, são chamados de “oralizados”.


·        As pessoas que não são surdas são chamadas de "ouvintes".  Simples assim!


·        LIBRAS é uma língua , um idioma, como outro qualquer ( português, inglês, francês, alemão, etc), sendo assim, possui estrutura própria  ( morfologia, sintaxe, semântica). Legal, né?


·        Cada país possui sua própria língua de sinais. Logo uma pessoa  que se comunica através de LIBRAS no Brasil, não necessariamente vai conseguir se comunicar com um surdo de Portugal, por exemplo, utilizando LIBRAS. Pois, para isso, essa pessoa deverá ter conhecimentos da língua de sinais praticada lá em Portugal. Entendeu?


·     No Brasil, a grande maioria dos surdos têm dificuldade para entender claramente o português escrito, porque sua língua materna é LIBRAS.


·       Em LIBRAS também há “sotaques”. Calma, eu explico!  Da mesma forma que em português há várias palavras para significar a mesma coisa em diferentes regiões (por exemplo macaxeira (em Pernambuco), aipim (em São Paulo); em LIBRAS,  há expressões regionalizadas.  Por exemplo, há  expressões , gestos ou sinais que se usam em Pernambuco para um determinado objeto, e que diferem dos gestos atribuídos ao mesmo objeto em outra localidade.


Essa foi para mim uma experiência muito gratificante, que vale muito à pena ser passada adiante. É bem verdade que aprendi coisinhas básicas, mas isso já me deixou bastante orgulhosa da minha “conquista”!


As aulas eram excelentes!
Parecíamos crianças entusiasmadas para aprender um gesto ou sinal novo a cada dia...
Por falar em sinal, cada pessoa tem um sinal diferente, sabia? O sinal é uma espécie de "apelido", que normalmente tem alguma relação com o seu nome ou sua personalidade, ou pode ser também uma característica física marcante, por exemplo:  óculos, franja, narigão, olhos puxadinhos, cabelo comprido, cabelo curto, etc ... Isso facilita a identificação de cada pessoa para os surdos.


Vocês adivinham qual é o meu sinal?
Bruxinha, claro! hahahahaha

Os professores Bernardo e Kilma, extremamente competentes, conseguiram transmitir todo o conteúdo previsto no curso, e além disso, foram sempre muito dedicados, pacientes e divertidos. Sempre estiveram atentos para tornar as aulas dinâmicas e eficazes.  Usávamos material escrito, tipo apostila, mas também utilizávamos recursos variados, como : vídeos, jogos, cartazes, desenhos, etc ...




Ao final da aula, Prof. Bernardo aproveitava os cinco minutinhos que restavam para contar piadas em LIBRAS.  Você consegue imaginar essa cena? Hahahahaha




Quando o time joga junto, quando todos caminham na mesma direção, tudo fica mais fácil! Na nossa turma rolava uma energia tão boa, que a amizade se estendeu para outros ambientes.




Tivemos oportunidade de fazer várias comemorações, encontros, almoços, etc... E sempre no dia de encerramento das atividades do semestre fazíamos apresentações culturais, envolvendo teatro, música, dança, poesia, etc ... Como foi bom!

Ao término da etapa de 2009, fizemos uma apresentação para representar a importância de aprender LIBRAS. Denominamos a apresentação de “LIBRAS, PRA QUE TE QUERO?”.

Pensamos em frases de efeito que pudessem ser facilmente compreendidas e que conseguissem transmitir o grande alcance inclusivo que pode decorrer dessa aprendizagem. A apresentação ficou muito bonita: cada aluno interpretou (em gestos) cada uma dessas frases e ao final, todos juntos,  enfatizamos a frase TER LIBERDADE DE EXPRESSÃO, que representa bem o desejo do nosso grupo e de todos aqueles que lutam pelo direitos das pessoas portadoras de necessidades especiais.

No dia 03 de dezembro foi celebrado o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, data comemorativa promovida pela ONU desde 1998, no intuito de estimular maior divulgação dos assuntos relacionados à deficiência em defesa da dignidade, dos direitos e bem-estar das pessoas portadores de necessidades especiais.

Felizmente, cada vez mais portas têm sido abertas.Hoje tem sido mais freqüente encontrarmos pessoas com necessidades especiais em ambientes de trabalho, escolas, universidades, academias, bem como em espaços de lazer e diversão. Porém, não basta apenas encontrá-los nesses ambientes. É preciso que eles preenchem todo o espaço que lhes cabe; sintam-se totalmente aceitos, integrados, capazes de desenvolver suas atividades e exercer a cidadania de forma digna e plena.



Portanto, há muito o que se fazer ainda...
Há um longo caminho a ser percorrido até que a maioria das pessoas “ouvintes” entendam a importância da linguagem gestual para os surdos, por exemplo.

Aqui está minha amiga Clarice, arrasando, dizendo seu nome e e o seu sinal em LIBRAS. Em seguida, a professora Kilma, saboreando a sobremesa e ainda fazendo graça. hahahaha



Pois é gente!  De pequenos passos é feita uma longa caminhada, já dizia o poeta Acioli Neto:


"Se avexe não,
toda caminhada começa
no primeiro passo,
a natureza não tem pressa
segue seu compasso,
inexoravelmente chega lá..."

Das Coisas - canção consagrada na voz de Flávio José

Conviver com as diferenças é um grande desafio. Algo que temos que APRENDER diariamente.
Entretanto, tudo isso fica bem mais fácil quando descobrimos dentro de nós mesmos a motivação para fazer a diferença, contribuir, ajudar a construir um mundo melhor.


Essa motivação pode ser resultado de um presente.
Sim, um presente dado por Deus!

Há alguns anos, a minha família recebeu de Deus um presente especial: uma linda criança, moreninha, de olhinhos espertos, cabelos cacheadinhos, muito meiga e amorosa, que se chama Ilka
No começo, a descoberta da surdez dela, ainda um bebê, deixou-nos sem chão... Foi difícil para todos da família. Eu, como tia e madrinha, acompanhei tudo de pertinho... Aos poucos, Deus foi mostrando os caminhos e abrindo horizontes para nós ... Toda família foi aprendendo a conviver e superar cada novo desafio. A cada degrau alcançado por ela na vida escolar e profissional, uma grande vitória pessoal, celebrada por todos da família! Estudou em escola normal e também recebeu cuidados multidisciplinares para estimular suas potencialidades e facilitar a aquisição da linguagem gestual.  Aprendeu LIBRAS. 
Amar incondicionalmente foi e continua sendo o remédio para todos os problemas. E nessa história não foi diferente! Quantas lições ela nos ensinou!

Hoje, decorridos mais de vinte anos, Ilka tornou-se uma bela mulher e, recentemente, uma mamãe muito cuidadosa. Fruto do seu amor com Felipe, que também é surdo, nasceu Déborah, uma linda garotinha, faceira,  serelepe, falante e conquistadora, como só ela sabe ser!  Mais um presente de Deus! 




Déborah, nossa futura professorinha de LIBRAS!

Corujices à parte, estou muito feliz em registrar esses momentos aqui e aproveito a oportunidade para agradecer aos amigos e familiares, pelo apoio, confiança e disponibilidade em contribuir para divulgação desse tema.

Gostaria  de finalizar esse artigo, informando alguns endereços eletrônicos de instituições dedicadas ao trabalho educacional e inclusivo de pessoas surdas:

FENEIS - Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos - www.feneis.com.br
FENEIS - Pernambuco - www.feneis.org.br
NIAMS - Núcleo Integrado de Apoio Multidisciplinar aos Surdos -  www.niams.com.br
Centro Suvag de Pernambuco - www.suvag.org.br


Se você gostou, compartilhe com seus amigos. 
Grande abraço pra você!

Dica para publicar um comentário:

Algumas pessoas têm me perguntado o que é preciso fazer para escrever e publicar um comentário aqui no blog. Os caminhos mais utilizados são:

  • a) escolher se identificar através do Google (se você tiver cadastro no gmail) e digitar sua mensagem no local indicado,  ou
  • b) escolher a opção "anônimo", e aí, você escreve seu recado normalmente e, no final você escreve seu nome, para que eu saiba quem escreveu (pois  nem sembre minha bola de cristal tá funcionando ...kkkk)

Observe que você vai clicar em enviar/publicar, mas a mensagem não vai ser publicada de imediato. Ela ficará suspensa (numa espécie de fila), aguardando até que eu veja e libere a publicação. Ok?

Se você não quer escrever a mensagem, mas deseja registrar sua opinião sobre o texto, utilize a enquete rápida  CURTI e NÂO CURTI, apenas marcando um X na opção desejada, Fica logo aqui abaixo, ok?

Ah! Só mais uma coisa: no final da publicação você vai ver uns ícones pequenos do Twitter, Facebook, G+, Gmail, etc. Se você gostou do texto e quiser compartilhar  através de um desses canais, é só clicar nesses ícones. Dessa forma, facilmente você vai socializar com seus amigos os conteúdos vistos e apreciados aqui no blog. Não é legal?

18 comentários:

  1. adorei as msg ;-)
    Bjs ILKA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Ilka, este post é todo dedicado a você, minha flor! Desejo toda felicidade do mundo! Beijo grande!

      Excluir
  2. "Ao final da aula, Prof. Bernardo aproveitava os cinco minutinhos que restavam para contar piadas em LIBRAS. Você consegue imaginar essa cena? Hahahahaha"
    Que mundo pequeno esse, certamente seu professor também foi meu professor de Libras na Faculdade... BERNARDO KLIMSA. É isso mesmo?? Ele é ÓTIMO! E as piadas são maravilhosas, eu morria de rir. Cheguei até a gravar algumas. Aprendi muito com ele. No fim do semestre fizemos uma apresentação teatral em Libras e gravamos um vídeo tbm em Libras. Ele é uma pessoa extraordinária. Ótimo tema tia, parabéns pela iniciativa! Beijos, Débora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo, Débora! Estamos falando sobre o mesmo Prof. Bernardo! Fica fácil reconhecer, né? Afinal ele é uma pessoa maravilhosa e nos surpreende a cada aula! Quando puder, manda pra mim o vídeo das piadinhas dele ... kkk. Obrigada e beijão pra você!

      Excluir
  3. Como fico feliz em ler estas palavras no seu blog! Para você entender esse mundo, não precisa palavras...apenas sentir. Hoje minha realidade é essa: levar o som aqueles que foram privados deste sentido, não sei como fiquei tanto tempo longe disso...É gratificante compartilhar essa alegria quando programo um aparelho auditivo ou um implante coclear (meu novo desafio)! Que suas palavras e seus ensinamentos continuem a nos emocionar a cada artigo publicado, parabéns amiga!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Posso imaginar sua felicidade, amiga! Sei o quanto esse universo representa pra você... Acredito que você esteve afastada apenas o tempo suficiente para se preparar e mergulhar inteira no exercício da profissão que você ama. E o que a gente faz com o coração tem 101% de chance de dar certo, não é? Muito mais sucesso pra você! Obrigada por suas palavras generosas. Beijos

      Excluir
  4. Dete, vc como sempre radiante com todos os seus comentarios... Gostei muito, é cativante ler tudo isso e principalmente que serve de grande aprendizado. Acho muito interessante as formas que existem para escutarmos o que os outros tem a dizer, seja no olhar, num toque e esse de libras deve ser ainda melhor e muito mais especial. Eu já estou na expectativa de qual será o tema da próxima semana, pois estou amando tudo isso. Beijos. Márcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aprender LIBRAS foi uma experiência bem contagiante, mesmo! Por isso Marcinha, esse tema tem tudo a ver com a ideia do blog: trazer conteúdos que, de alguma forma, possam agregar e fazer o bem. Fico feliz que você tenha gostado! Obrigada! beijos

      Excluir
  5. Tia, amei o tema, o texto está maravilhoso, e mais uma vez você é só sucesso! Homenagem mais que especial á Ilka.
    Beijos. Nina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você gostou, Nina! Obrigada pelo incentivo e pelo carinho. Um beijo

      Excluir
  6. Amei Dete, desde a descoberta da surdez de Ilka que me interesso por libras, já convivi em escolas onde trabalho com outras pessoas com o mesmo problema e sempre me integro com eles e aprendo um pouco,sempre quis fazer o curso,mas nunca encontrava a melhor forma a saber: tempo, dinheiro e compatibilidade com a familía (compromissos) e trabalho. Mas como na palavra de Deus diz:" Há tempo determinado para todo propósito" No próximo ano estarei finalmente fazendo o curso de LIBRAS,se Deus permitir.
    Beijos, Olívia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Olívia! Que prazer receber um comentário seu! Você que acompanhou todo o processo desde o princípio, sabe exatamente o significado de cada palvrinha que escrevi. Faço votos que você consiga fazer o Curso de Libras, pois tenho certeza que irá amar! Um beijo grande!

      Excluir
  7. janaina jonasse18/12/2012 21:39

    Nossa!!!muito bom!!!diferenças que se acolhidas se tornam apenas detalhes,pois o mais importante de um ser,nao é o que lhe faltou e sim o que vai fazer refletir!amei o texto e a homenagem a kika.bjs Dete Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo, Jana! Ilka abriu nossas mentes e corações para um mundo que até então desconhecíamos ... Agora, não nos custa nada contribuir com um grãozinho de felicidade para facilitar o caminho de outras pessoas, não é? Obrigada pelo incentivo e por compartilhar aqui suas impressões. bjs

      Excluir
  8. Interessantíssimo Minha Amiga Ildete, adorei o texto e já senti o carinho, empenho e dedicação. Parabéns pelas suas Princesas Ilka e Déborah, que sem dúvidas, são presentes de Deus. Parabéns!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Danilo! Fico feliz que você captado o sentimento e a boa energia que emana dessa vivência.
      Abraços

      Excluir
  9. Parabés, ótima matéria, eu estou aprendendo libras e amando, já consigo ate conversar sem o auxilio de interprete com os amigos surdos. É um mundo novo e lindo!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Primeiramente agradeço por sua visita, Jadai, e por sua generosidade em compartilhar a sua alegria comigo e com todos que acompanham o blog. Aprender LIBRAS é mesmo contagiante, né? Esse post tem um significado muito especial pra mim e ainda me proporciona mais alegrias quando é lido por pessoas como você, que também se entusiasmam com o "mundo encantador" de uma nova linguagem que fala direto ao coração. Fique à vontade para voltar sempre que quiser, tá? Grande abraço pra você!

      Excluir

O pensamento ganha novos contornos quando compartilhado. Portanto, registre aqui seu comentário. Juntos faremos surgir novas ideias.
Fique tranquilo, que seu comentário será publicado em breve, tão logo seja por mim visualizado.

Obrigada pela visita e volte sempre!